Evolução

SOBRE O SÓDIO...

Publicado na Folha de S. Paulo em 12/03/2009 (Cotidiano/Saúde):

 

Brasileiro consome o dobro do sódio indicado pela OMS

Excesso pode aumentar pressão arterial e levar a doença cardiovascular e renal

Segundo pesquisa da Faculdade de Saúde Pública da USP, consumo exagerado não depende da região e da faixa de renda da família

FERNANDA BASSETTE
DA REPORTAGEM LOCAL

O consumo diário de sódio pela população brasileira está duas vezes e meia acima do limite preconizado pela OMS (Organização Mundial da Saúde). Diferentemente de países desenvolvidos -em que a principal fonte de sódio são os alimentos industrializados-, o vilão da mesa dos brasileiros é o tempero adicionado à comida, o que inclui o sal de cozinha propriamente dito e condimentos feitos à base de sal, que correspondem a 76% de todo o sódio consumido.
Os dados são de uma pesquisa realizada na Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo e publicada neste mês na "Revista de Saúde Pública". Os pesquisadores apontam que a quantidade diária de sódio disponível para consumo é de 4,5 g por pessoa, sendo que a ingestão máxima recomendada pela OMS é de 2 g.
A pesquisa também concluiu que o consumo exagerado não depende da faixa de renda das famílias analisadas e da região do país em que elas moram.
Para chegar a esse valor estimado, os pesquisadores usaram como referência os dados da última POF (Pesquisa de Orçamentos Familiares), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em 2003. Foram analisados 969.989 registros de aquisição de alimentos em uma amostra de 48.470 domicílios.
O endocrinologista Flávio Sarno, especialista em nutrição em saúde pública e autor do estudo, explica que os dados da pesquisa são estimados. "Calcula-se a quantidade de sódio disponível para consumo, de acordo com os alimentos comprados pela família na última semana. Para isso, transforma-se a quantidade disponível de sódio em cada alimento em valor energético [Kcal] e em gramas, para depois dividir pelo número de pessoas", explica Sarno. A base para conversão dos alimentos foi a Taco (Tabela Brasileira de Composição dos Alimentos), desenvolvida pela Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).

Os riscos
O sódio está presente naturalmente em vários alimentos e o seu consumo moderado é necessário para o bom funcionamento do organismo. É ele que mantém o volume de líquidos no corpo, evitando a desidratação, por exemplo.
Mas a ingestão em excesso pode provocar problemas de saúde e, o pior, de maneira silenciosa: os efeitos no organismo não são imediatos e as pessoas podem demorar anos para apresentar sintomas.
"Se o sódio estiver em excesso no organismo, os rins não conseguirão eliminá-lo. Assim, ele vai provocar retenção de água e aumentar a pressão arterial, causando problemas cardiovasculares e renais. Ele não causa efeitos imediatos, mas traz problemas a longo prazo", diz João César Castro Soares, endocrinologista e nutrólogo da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).
De acordo com Soares, o sódio normalmente é adicionado aos alimentos industrializados, pois ele tem efeito bactericida, melhora o sabor e ainda ajuda a evitar que a comida se estrague.
"A adição de sódio nos alimentos está muito relacionada com o paladar dos brasileiros, pois ajuda a acentuar o sabor. Dois pedaços de pizza congelada, por exemplo, contêm a quantidade de sódio suficiente para um dia todo", diz Soares.
Sarno diz ainda que a quantidade diária de sódio na alimentação de pessoas hipertensas ou com problemas renais deve ser em torno da metade preconizada pela OMS. "O consumo recomendado é para pessoas saudáveis e não leva em consideração problemas de saúde associados. Assim, eventualmente, essa restrição do consumo deve ser ainda mais rigorosa."

Reduzir o sal
Como o sódio está presente naturalmente na composição dos alimentos, uma das formas de reduzir o consumo é evitar alimentos industrializados e não salgar a comida.
"Uma forma saudável de temperar os alimentos seria utilizar ervas frescas ou secas, cebola, cebolinha, salsinha", sugere a nutricionista Renata Padovani, do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Alimentação da Unicamp e membro da equipe técnica da Taco.

 

ANTIDEPRESSIVO NATURAL

Pesquisadores da Universidade de Iowa sugerem que o sal de cozinha pode ser um antidepressivo natural. Em estudo feito com ratos, eles concluíram que aqueles que tinham deficiência de sal paravam de realizar atividades prazerosas. Eles acreditam que o déficit de sal pode estar associado à perda de prazer e à depressão.

 

 

 

 

:: Postado por Paty Roberta às 09h18
::
::
:: Enviar esta mensagem

SOBRE AS MULHERES...

Publicado na Folha de S. Paulo em 12/03/2009

 

 

OUTRAS IDEIAS

Wilson Jacob Filho

Mais um ponto a favor delas


[...] TENHO VISTO MAIS MULHERES DESABROCHAREM NA FASE MAIS AVANÇADA DA VIDA



Nesse período próximo ao Dia da Mulher, os veículos de comunicação enfatizaram as peculiaridades femininas que explicam e justificam todas as suas conquistas.
Desnecessário enumerá-las, pois são conhecidas por todos. Alguns exemplos, porém, podem ser ilustrativos: "sabe ser enérgica com carinho", "esforça-se para entender os problemas das mulheres", "é aguerrida e não desiste nunca".
Sem querer polemizar, ressalto que essas virtudes poderiam ser mal interpretadas se atribuídas a um homem. Temos, em geral, severas restrições quando eles tentam agir desse modo. Em síntese, ninguém faz melhor do que uma mulher o que ela melhor faz.
Mais importante, porém, é constatar que as falsas diferenças estão desaparecendo e as verdadeiras, cada vez mais evidenciadas. Dentre elas, uma pouco valorizada: cada gênero vivencia um processo de envelhecimento diferente em todos os aspectos determinantes de sua evolução. Para começar, a confirmação de que a mulher vive mais que o homem e que a diferença está aumentando.
Além disso, a longevidade funcional feminina é, geralmente, mais longa, o que pode ser verificado quando comparamos a capacidade de fazer coisas agradáveis e produtivas entre maridos e mulheres de mesma idade.
Um olhar mais cuidadoso, porém, revela que, em geral, ambos são aptos a fazer as mesmas coisas, mas, principalmente no meio urbano, as condições são mais favoráveis a elas -além de terem mais oportunidades de participação familiar e comunitária, aproveitam melhor as possibilidades oferecidas a ambos os gêneros.
Tenho visto mais mulheres desabrocharem na fase mais avançada da vida, enquanto os homens padecem do término da sua identidade profissional.
Elas têm sido bem mais eficientes em virar a página e iniciar novas empreitadas.
Não quero, com isso, dizer que inexistem homens que desfrutam do envelhecer, mas, infelizmente, ainda são minoria.
Isso pode ser explicado pelo menor número de homens em cada faixa etária mas também pela menor capacidade de se renovar nas expectativas e estratégias de adaptação às novas condições dessa fase da vida.
Nesse mister, cabe citar um bom exemplo: uma das mulheres mais plenas que conheço atende pelo apelido de Juju.
Sua beleza vai muito além da pele delicada, da postura ereta, do olhar vivaz ou da elegância sóbria, mas inclui também todas as aquisições decorrentes das experiências adquiridas nos últimos 96 anos. De modo sensato, Juju se baseia no aprendizado da vida pregressa para poder desfrutar melhor da vida presente, sempre movida por alguma expectativa futura.
A cada visita, além de desafiar minha inteligência com questões intrigantes, deixa-me com a certeza de que tenho muito a aprender com quem representa, em toda a magnitude, a incomparável sabedoria feminina de envelhecer bem.
Espero que todos os homens pensem seriamente nisso.


WILSON JACOB FILHO , professor da Faculdade de Medicina da USP e diretor do Serviço de Geriatria do Hospital das Clínicas (SP), é autor de "Atividade Física e Envelhecimento Saudável" (ed. Atheneu)

wiljac@usp.br

:: Postado por Paty Roberta às 09h07
::
::
:: Enviar esta mensagem

SOBRE EXERCÍCIOS

Reportagem publicada em 12/03/2009 na Folha de S. Paulo:

   

FITNESS

Correndo da fome

Estudo mostra que a prática de exercícios intensos não abre o apetite, e sim diminui a fome; sensação de saciedade é mais acentuada e duradoura depois de atividades aeróbicas, como a corrida


AMARÍLIS LAGE
DA REPORTAGEM LOCAL

Se fôssemos máquinas, a relação seria simples: o combustível leva ao funcionamento, que exige mais combustível. Mas, em nosso corpo, essa equação apresenta certas singularidades, a começar pelo aparente paradoxo: quanto mais exercício, menos fome.
Um estudo britânico divulgado recentemente mostrou que, após a prática de caminhada (atividade física moderada), os atletas sentiam fome normalmente. Mas, se os exercícios fossem de alta intensidade, eles perdiam o apetite. O resultado também variava conforme o tipo de treino. Constatou-se que quem fazia atividades aeróbicas perdia a fome por ainda mais tempo do que quem havia realizado atividades de resistência muscular.
É algo que a dona-de-casa Magda Raso, 47, observa em seu dia-a-dia. "Quando volto da academia, não sinto fome. E isso é mais forte após o "spinning" e a corrida do que depois da sessão de musculação."
Segundo o estudo, a supressão da fome é mais acentuada na primeira hora após o treino. Mas, comparando quem fez com quem não fez exercícios, observou-se que a diferença entre ambos era significativa por até duas horas. Após esse período, a fome volta a ser igual à de quem não treinou.
O mecanismo pelo qual os exercícios afetam o apetite ainda não foi esclarecido. Uma das hipóteses é que essa resposta esteja ligada ao aquecimento do corpo durante a atividade.
"Sugere-se que o aumento na temperatura corporal leve à supressão de apetite. Isso pode explicar uma supressão da fome mais intensa após a corrida do que após o levantamento de peso, já que a corrida provavelmente aquece mais o corpo", disse à Folha David Stensel, líder do estudo e professor da Loughborough University. Para testar a idéia, ele avalia agora o efeito da natação na fome.
O que já se sabe é que os hormônios são peças fundamentais desse quebra-cabeça.
No estudo conduzido por Stensel, a fome dos atletas foi "medida" por questionários e por exames de sangue, que avaliaram a concentração de substâncias como a grelina -hormônio que avisa o cérebro de que está na hora de comer. Quando nos alimentamos, entram em ação outros hormônios, que ativam a sensação de saciedade.
Constatou-se que o treino intenso tanto reduz a concentração de grelina quanto eleva a liberação de PYY -um dos hormônios que levam à saciedade. Resultado: menos fome.

Obesidade
Seria uma ótima notícia para quem enfrenta problemas com a balança -se a própria obesidade não atrapalhasse o processo. Um estudo da Universidade de Michigan com mulheres na pós-menopausa mostrou que a corrida realmente reduzia a fome das participantes magras, mas não tinha o mesmo efeito nas mulheres obesas.
Katarina Borer, que conduziu o trabalho, explica que o problema está na ação da leptina, hormônio que gera a sensação de saciedade. A leptina é liberada pela gordura corporal e, portanto, obesos a produzem em grande quantidade. Esse excesso acaba deixando o organismo "acostumado" com o hormônio -e a mensagem de saciedade fica menos eficaz.
"É uma bola de neve: quanto mais as pessoas engordam, menos sensíveis ficam à leptina, que induz a saciedade. Por isso, mais fome sentem", diz a nutricionista Ioná Zalcman Zimberg, pesquisadora do Centro de Estudos em Psicobiologia e Exercício da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).

Efeito psicológico
Mas isso não deve desestimular obesos a adotarem uma atividade física, ressalta Zimberg, pois a prática rotineira de exercícios tem um impacto que supera a questão hormonal.
"O exercício tem um efeito psicológico fortíssimo. Quem começa a se exercitar regularmente acaba buscando também um estilo de vida mais saudável, o que inclui a busca por alimentos adequados e a preocupação com a qualidade do sono, entre outros aspectos", afirma. "Já quem se exercita só uma vez por semana não tem esse ganho. Na verdade, a pessoa pode sentir que, por ter feito uma atividade física, está liberada para consumir o que quiser sem peso na consciência e acabar engordando."
Walmir Coutinho, diretor da Sbem (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia), acrescenta que atividades físicas intensas, principalmente as aeróbicas, também levam à liberação de neurotransmissores como a noradrenalina, que diminui a fome, e a serotonina, que promove a sensação de bem-estar e faz com que o corpo se sinta saciado mesmo com pouca comida.
Não por acaso, os inibidores de apetite costumam ter como base a ação desses dois neurotransmissores no organismo, explica Coutinho.
Mas ele prefere não generalizar as consequências do exercício para o apetite. "Embora a maioria dos atletas sinta inapetência após o treino, essa é uma questão individual", afirma.
Coutinho cita como exemplo a ação da endorfina -neurotransmissor também liberado durante as atividades físicas intensas e associado à sensação de euforia. "Em algumas pessoas, a endorfina diminui a fome. Em outras, aumenta."
A personal trainer Paula Lopes, 28, está no grupo que se sente saciado depois de se exercitar. "Após o treino, principalmente quando faço exercícios aeróbicos, tenho uma sensação de prazer inexplicável e não tenho vontade de comer nada. Isso dura cerca de uma hora."
Mesmo sem fome, ela busca tomar um "shake" de proteína assim que termina a atividade para repor a energia gasta.
De acordo com a nutricionista Ioná Zimberg, essa é a atitude correta, já que a recuperação muscular é mais efetiva se o atleta se alimentar dentro de uma hora após a atividade física. O cardápio deve ser composto, principalmente, por carboidrato e proteína.
Ela ressalta ainda a importância da alimentação antes do exercício. "Quem treina em jejum gasta a proteína do corpo para se manter ativo e pode perder massa muscular, em vez de ganhar." Há, ainda, o risco de o atleta ter um quadro de hipoglicemia (diminuição da concentração adequada de glicose no sangue).
O publicitário Danilo Ken, 27, sabe disso, mas, como costuma acordar atrasado para o treino, muitas vezes pratica corrida em jejum. "Durante o treino, é tranquilo. Não sinto fome. Mas, quando acabo, sinto que podia comer um prato de arroz com feijão, mesmo sendo apenas 8h da manhã."
Também é bom prestar atenção para não deixar que a prática de exercícios pare de ser uma fonte de bem-estar e se transforme em mais uma razão de estresse.
Afinal, como explica Coutinho, diretor da Sbem, o estresse libera outro hormônio (neuropeptídeo Y) que, assim como a grelina, aumenta a fome. Mas com uma característica adicional: faz com que a comida ingerida seja transformada em gordura abdominal, a mais danosa para a saúde.

 

ENTREVISTA

Em estudo dos EUA, cartaz sobre exercícios estimula apetite de participantes

 

DA REPORTAGEM LOCAL

Não é só a prática de atividades físicas que altera a sensação de fome. A mera visualização de cartazes com mensagens do tipo "Caminhe" ou "Inscreva-se numa academia" já é suficiente para fazer as pessoas... comerem mais.
A descoberta foi feita em um estudo realizado na Universidade de Illinois, nos EUA. Os participantes foram divididos em dois grupos: enquanto um observou cartazes que propunham a realização de exercícios, outro recebeu mensagens como "Faça amigos". Depois, eles tiveram acesso a petiscos -e os que haviam sido encorajados a malhar comeram cerca de 33% mais. O trabalho mostrou que mesmo mensagens sobre exercícios inseridas subliminarmente em uma apresentação já aumentam o apetite -os participantes comeram 20% mais do que os outros.
A professora de psicologia Dolores Albarracín, que liderou a pesquisa, falou à Folha sobre esse efeito.

 

FOLHA - Seu estudo focou no efeito dos cartazes sobre o consumo de comida. Mas, se houvesse uma esteira na sala, por exemplo, esses mesmos participantes não poderiam se sentir estimulados a se exercitar?
DOLORES ALBARRACÍN
- Sim, é claro. Nós nos concentramos no consumo alimentar porque esse é um efeito inesperado e potencialmente problemático.

FOLHA - O que explica essa reação? Eles sentiram culpa?
ALBARRACÍN
- Baseados em uma pesquisa prévia, publicada no "Journal of Personality and Social Psychology", nós atribuímos esse efeito à ativação de uma meta geral de ação. Significa que tanto comer como praticar exercícios podem satisfazer essa meta.

FOLHA - No seu livro, "Prediction and Change of Health Behavior" [previsão e mudança de comportamento em saúde], a senhora menciona a importância de dar orientações específicas, em vez de recomendações gerais como "exercite-se regularmente". Como eram os textos dos cartazes apresentados?
ALBARRACÍN
- Eles eram moderadamente específicos, mas como mostramos vários cartazes, eles acabaram produzindo um efeito de recomendação geral.

FOLHA - Como uma campanha para estimular a prática de exercícios pode ser realmente bem-sucedida?
ALBARRACÍN
- Para atingir isso, a campanha deveria ser apresentada quando as pessoas estão mais propensas a se exercitar do que a comer, além de abordar tanto a questão da alimentação como a da prática de atividades físicas.

:: Postado por Paty Roberta às 09h01
::
::
:: Enviar esta mensagem

11/03/2009

Hoje é o aniversário da minha irmãzinha querida, a Márcia. Uma pessoa que conhece literalmente a minha força...hahaha!

Tá bom, vai...eu também conheço a força dela. Ainda mais depois que ela começou a jogar basquete e cresceu mais que eu...humpf!

Querida, te desejo muita saúde e serenidade. Que os sonhos que ainda não se realizaram, se realizem o mais breve possível!

Feliz aniversário!!! Ficando velho

Um beijão da sua maninha que te ama tanto! Apaixonado         

[Ai, nada de me chamar de Nena aqui, hein? rsrs]

 

Segue a fotinha dela e do presente que me deu...rs

 

 Márcia e Lucas

(Ela não tem acne, viu gente? Nessa foto, fazia um mês que o Lucas tinha nascido, por isso os hormônios ainda estavam descontrolados)

 

Se der tempo, volto ainda hoje...

Beijos!

:: Postado por Paty Roberta às 21h12
::
::
:: Enviar esta mensagem

09/03/2009

 

Energia positiva

 

Fiquei aqui pensando como poderia definir a palavra energia, e o que achei mais próximo do que queria expressar, foi uma das definições do Houaiss: vigor, potência moral; arrojo ou firmeza nos atos.

Na minha opinião, a energia pessoal tem a ver com calor humano, aquela “química” deliciosa que sentimos por alguém que nos identificamos logo de cara. Difícil descrever, mas é algo que nos traz extremo bem estar. Tem a ver com potência moral ou firmeza nos atos, pois sentimos uma energia positiva por parte das pessoas que demonstram sinceridade nas suas palavras e nos seus atos.

Tem pessoas que só falam coisas agradáveis, mas no fundo querem “mascarar” a realidade, para não magoar a outra pessoa. Eu prefiro que me falem a verdade, de preferência de uma maneira gentil (risos), ao invés de ouvir mil elogios não-verdadeiros.

É claro que essa energia é mutável, mas pessoas “do bem” sempre transmitirão algo bom, mesmo passando por fases não tão boas.

 

Por quê estou falando sobre esse assunto?

Todos têm acompanhado aqui no meu blog, os meus desabafos, as minhas amarguras e a constatação de um possível início de depressão.

Pois bem, cada vez que faço uma postagem, me sinto um pouco mais próxima da “cura”. São tantos comentários carinhosos, sugestões, depoimentos, e cada um ajuda de alguma forma. É muito gratificante.

 

Após o último post, abri a minha caixa postal e me surpreendi com uma mensagem da Cris, me falando da sua experiência com a compulsão alimentar, me dando dicas de como superar isso, me oferecendo seus conhecimentos e também o seu ombro amigo nesse momento difícil.

Fiquei até emocionada com a sua preocupação e disposição em me ajudar.

 

Outra mensagem que estava lá era da minha amiga Flávia, uma ex-blogueira que se tornou uma grande amiga, já há algum tempo. E agora temos a possibilidade de nos conhecermos pessoalmente, mal posso esperar.

Bem, a Flá começou a enumerar várias qualidades minhas e fez eu me sentir realmente especial. Relatou também o seu problema com o peso, me mostrando que isso não é a pior coisa do mundo, e que eu posso mudar o meu destino, se realmente quiser.

Mas o que mais me tocou no seu e-mail foi ela questionar sobre a pessoa que escreveu o seguinte: “a vida prá mim é URGENTE, tenho ‘sede’ de viver...não suporto a ideia de ficar esperando as coisas ‘caírem do céu’. A palavra COMODISMO passa longe do meu vocabulário...sou muito ‘intensa’!!!”

Para os menos atentos, isso foi escrito por mim, na minha descrição na lateral do blog. Eu tinha até esquecido que pensava (penso) assim...

“Cadê ela?” – foi a pergunta que a Flá me fez. Desde então fiquei reflexiva e cheguei à conclusão que posso sim resgatar essa pessoa que escreveu isso tempos atrás.

 

Eu tenho alguns blogs linkados, que achei por acaso, nas atualizações que o Google mostra em alguns blogs amigos. A energia deles é tão boa que simplesmente leio quase todos os dias e as autoras nem sabem disso...rs

Claro que se o blog está linkado aqui é porque eu gosto de ler, mas estou falando desses só para perceberem como a energia positiva é algo contagiante.

 

A minha amiga Dany tem o dom de mudar o meu humor também. Além de ela ser a mãe dos meus ‘sobrinhos de coração’, e crianças sempre nos fazem bem, ela é extremamente bem-humorada.

Nas minhas fases depressivas, tenho “preguiça” de fazer qualquer coisa, como vocês já sabem, mas às vezes me “forço” a ir lá, por estar com saudades, mas também para não fazer “desfeita”. Confesso que muitas vezes fui “arrastada” visitá-los, mas nunca me arrependi de ter ido.

O ambiente lá é puramente de energia positiva. Eu costumo rir tanto com essa minha amiga, que chego a ficar com dor na mandíbula...rs

E não pensem que é porque ela não tem problemas não. Simplesmente ela tem uma visão otimista prá tudo, é do tipo que ri das próprias “desgraças”, entendem? rs

O marido dela também é super altoastral e me deixa super à vontade, como se estivesse na minha própria casa. As crianças nem se fala, são criaturinhas super dóceis, mesmo sendo hiperativas. Amo a companhia deles.

Volto de lá leve e feliz, a sensação é maravilhosa.

 

Pelos motivos relatados acima, gostaria de agradecer imensamente à TODOS os meus visitantes que deixam seus comentários ou e-mails (inclusive você Irma); à minha amiga , que conheci no Spa e por quem tenho um carinho enorme,  mesmo nos falando raramente; à minha nova amiga Cris, que se mostrou tão generosa; à minha amiga Flávia, agora uma senhora casada que vai ser muito feliz e que sempre me ofereceu seu ombro amigo; à minha amiga Dany e toda a família Gomes, que sempre aguentou as minhas esquisitices e me recebeu de braços abertos; e a tantos blogueiros que escrevem com verdade e transmitem um pouquinho da sua energia através de seus blogs.

Graças a vocês, estou me sentindo muito mais motivada hoje, e me sentindo capaz de dar um passo de cada vez rumo à vida. Obrigada de coração!!!

Não quero parecer injusta com outras pessoas que sempre estiveram ao meu lado, tenho muitos outros amigos que não foram citados, mas nesse momento de isolamento, inquietude e tristeza, foram esses aí que  me contagiaram com sua energia.

 

Peço perdão por não conseguir transmitir a vocês toda essa energia positiva também, principalmente através do Magra e saudável, mas ainda não consigo expressar meus reais sentimentos, principalmente os ruins, sem demonstrar uma certa melancolia, mas um dia eu chego lá!

Em breve vocês terão ótimas notícias minhas, aguardem...

 

Ah, recebi um SMS da academia fazendo uma homenagem ao “Dia Internacional da Mulher”, me lembrando do quanto sou importante prá ela. Achei tão fofo...rs

 

Beijos e fiquem com Deus!!!

 

 

 

 

 

 

:: Postado por Paty Roberta às 20h40
::
::
:: Enviar esta mensagem



UOL



VISITE O PATROCINADOR DO MEU TEMPO:

 



Nome: Patrícia Roberta
Idade: 35 anos
Cidade: Franco da Rocha/SP
Signo: Libra (04/10)
Estado civil: Solteira
Formação: Bacharel em Ciências Contábeis; pós-graduada em Administração de RH
Ocupação: Supervisora administrativa de uma empresa de pequeno porte há 18 anos
Altura: 1,63 m
Peso Inicial: 73 Kg (Março/2005)
Peso Atual: 69,8 Kg (argh!)
IMC Atual: 26,27 (sobrepeso, de novo!!!)
Meta: 60 Kg

Quer falar comigo?
robertamelo@uol.com.br


.::MINHAS FOTOS::.


Objetivo: Emagrecimento saudável e definitivo (mas nada impede que eu fale sobre qualquer assunto no MEU blog!)
Ferramentas utilizadas atualmente: Tratamento psicológico e psiquiátrico para compulsão alimentar; acompanhamento nutricional; BLOG
Maiores desafios: deixar de "comer" emoções; "emagrecer" a cabeça; manter o peso após alcançar a meta
Maiores incentivadores: Minha mãe (que prepara as minhas refeições); Maria Augusta (minha médica ortomolecular, que tem toda a paciência do mundo comigo); minha ex-terapeuta Lia, minha terapeuta atual Magda (que me ouve e não me julga pelas minhas "esquisitices"); minha dermatologista/amiga Célia (que me ouve, me aconselha, me deixa menos feia, eleva meu astral!); meus patrõezinhos queridos (que aguentam cada uma de mim, e além disso me avisam quando começo a "relaxar" com meu corpo!); minha nutricionista Marta; meu psiquiatra; meu cardiologista; minhas amigas/amigos blogueiros light (sem comentários...essa "tchurma" levanta até defunto!!!rs)


ELIMINEI 3,200 KG... AINDA FALTAM APENAS 9,800 KG!!!



.:: UM POUCO MAIS SOBRE MIM ::.

Características pessoais: A vida prá mim é URGENTE, tenho "sede" de viver...não suporto a ideia de ficar esperando as coisas "caírem do céu". A palavra COMODISMO passa longe do meu vocabulário...sou muito "intensa"!!! Sou bastante ansiosa, mas vejo isso como um ponto positivo da minha personalidade, afinal é isso que me impulsiona a "correr atrás" de tudo o que quero! O lado negativo disso, é que sou muito controladora, e a possibilidade de perder o controle sobre determinada situação deixa minha ansiedade fora dos limites. Odeio pendências, gosto de resolver as coisas "prá ontem"! Apesar de ser libriana, não sou muito equilibrada (risos!), vivo "extremos": sou calma, e ao mesmo tempo agitada; sou decidida, mas totalmente insegura; sou vaidosa e ao mesmo tempo "desencanada"; sou compreensiva, mas "pavio curto" em muitos casos; sou extrovertida, mas muito tímida (?)...enfim, vivo em meio a essas "ambiguidades". Acredito que a minha maior qualidade seja a SINCERIDADE, o que muitas vezes me deixa em "maus lençóis", já que nem todo mundo gosta de ouvir certas "verdades"! Sou extremamente PERSISTENTE, e acho até que por isso, sempre consigo TUDO o que quero (poderosa, né? hehehe!). Essa persistência toda me torna também um pouco TEIMOSA, mas nada que um bom "puxão de orelha" não resolva (risos!). Meu maior defeito ainda é não saber dizer NÃO, o que me faz muitas vezes abrir mão de meus próprios interesses, em prol de outrem. Sou apaixonada pelo meu trabalho, aliás não consigo me imaginar trabalhando em algo que não gostasse... Sou uma perfeccionista em tratamento, preciso parar de me cobrar tanto, deixar a coisa "rolar" com mais naturalidade. Costumo ter muitos amigos, pois sou muito fiel, e uso o diálogo como ferramenta para sanar possíveis desentendimentos. Amo crianças, e acho que por isso tenho tantos afilhados (risos!). Gosto muito de ler, mas uma das minhas principais paixões é VIAJAR...se tivesse condições financeiras mais favoráveis, faria isso com mais frequência! Meu maior desafio atualmente, é resgatar a minha AUTOESTIMA, totalmente "deteriorada" por vários relacionamentos fracassados, sempre finalizados com TRAIÇÃO (snif!). Acho muito importante cuidar da aparência e bem-estar, se "paparicar" muito, mas SAÚDE ainda é prioridade...sou totalmente contra "modismos" e "excessos" em nome da beleza!

Roberta x Balança: na infância, fui bem magra, com direito a pequenas "chantagens" da minha mãe para que eu comesse, fora as inúmeras vitaminas que eu tomava (Biotônico Fontoura batido com ovo de pata e leite condensado, por exemplo!). Comecei a engordar a partir dos 17 anos, quando parei de praticar atividade física, comecei a ingerir marmitex cheia de "conservantes", tomar medicamentos fortes para acne...enfim, foi uma junção de fatores! A princípio, não me incomodei muito, já que era extremamente magra e fiquei até mais "bonitinha" (risos!), mas com o decorrer do tempo, fui engordando cada vez mais, e sinceramente não sei dizer exatamente quando perdi o controle. Devido a problemas emocionais decorrentes da "vida adulta", fui perdendo as "rédeas" da situação, e claro que o "efeito sanfona" se fez presente. Meu peso mínimo foram 52 Kg (adulta) e o peso máximo 81 Kg. Apesar de já não me considerar gorda, não posso descuidar mesmo, pois tenho forte tendência ao aumento de peso.

Cirurgia: Mamoplastia redutora em 12/07/2006


VISITE MEU BLOG ANTIGO

[Essa foto é prá que EU não esqueça tudo o que já conquistei...nela estava com uns 71 Kg!]



Métodos que já utilizei para emagrecer:

 

Obs.: Coloquei esses itens para vocês perceberem o grau de dificuldade de me manter no peso, porém acredito que muitos deles poderiam ter sido eficazes, se eu realmente tivesse me determinado a emagrecer...Uma pessoa controladora não pode se utilizar de métodos de relaxamento, como os dois últimos citados, por isso nem posso criticar!

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-


Alimentos que fazem parte da minha reeducação:

 

Obs.: Não considero nenhum alimento PROIBIDO, mas evito o leite e seus derivados, pois descobri que não são bem digeridos pelo meu organismo; não como muita carne vermelha, até por não fazer questão; evito frituras, mas como quando me dá vontade; como pouco sal por ser hipertensa, e quase não utilizo adoçante, por ter acostumado ao sabor dos alimentos ao natural; Adoro chocolate e doces em geral, essa é minha principal tentação, principalmente na TPM.

*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-


 

- Pesagens -

11/03/2005 - 73,000 Kg
30/04/2008 - 66,700 Kg
15/05/2008 - 65,200 Kg
29/05/2008 - 63,700 Kg
08/06/2008 - 62,800 Kg
18/06/2008 - 62,000 Kg
29/06/2008 - 61,100 Kg
14/07/2008 - 60,900 Kg
18/09/2008 - 60,900 Kg
03/10/2008 - 61,300 Kg
01/11/2008 - 64,700 Kg
09/11/2008 - 63,000 Kg
22/11/2008 - 62,400 Kg
01/12/2008 - 67,500 Kg
19/01/2009 - 68,200 Kg
26/01/2009 - 68,600 Kg
28/01/2009 - 69,400 Kg
04/02/2009 - 68,200 Kg
11/02/2009 - 66,600 Kg
18/02/2009 - 66,900 Kg
25/02/2009 - 66,200 Kg
07/03/2009 - 67,500 Kg
14/03/2009 - 66,600 Kg
21/03/2009 - 66,100 Kg
28/03/2009 - 66,100 Kg
25/04/2009 - 70,000 Kg
02/05/2009 - 70,700 Kg
08/05/2009 - 71,500 Kg
16/05/2009 - 71,900 Kg
22/05/2009 - 72,500 Kg
27/05/2009 - 74,000 Kg
06/06/2009 - 68,600 Kg
13/06/2009 - 68,200 Kg
27/06/2009 - 66,200 Kg
11/07/2009 - 64,700 Kg
25/07/2009 - 63,200 Kg
08/08/2009 - 62,700 Kg
21/08/2009 - 64,600 Kg
06/02/2010 - 69,800 Kg




"Uma longa viagem começa com um único passo..." 

 

(Lao-Tsé)



Batalhas vencidas:


- 23/01/2011 a 29/01/2011
- 07/02/2010 a 13/02/2010
- 17/01/2010 a 23/01/2010
- 20/12/2009 a 26/12/2009
- 15/11/2009 a 21/11/2009
- 01/11/2009 a 07/11/2009
- 25/10/2009 a 31/10/2009
- 27/09/2009 a 03/10/2009
- 06/09/2009 a 12/09/2009
- 23/08/2009 a 29/08/2009
- 16/08/2009 a 22/08/2009
- 26/07/2009 a 01/08/2009
- 12/07/2009 a 18/07/2009
- 05/07/2009 a 11/07/2009
- 28/06/2009 a 04/07/2009
- 14/06/2009 a 20/06/2009
- 24/05/2009 a 30/05/2009
- 17/05/2009 a 23/05/2009
- 03/05/2009 a 09/05/2009
- 26/04/2009 a 02/05/2009
- 19/04/2009 a 25/04/2009
- 05/04/2009 a 11/04/2009
- 29/03/2009 a 04/04/2009
- 15/03/2009 a 21/03/2009
- 08/03/2009 a 14/03/2009
- 01/03/2009 a 07/03/2009
- 22/02/2009 a 28/02/2009
- 15/02/2009 a 21/02/2009
- 01/02/2009 a 07/02/2009
- 25/01/2009 a 31/01/2009
- 18/01/2009 a 24/01/2009
- 11/01/2009 a 17/01/2009
- 28/12/2008 a 03/01/2009
- 16/11/2008 a 22/11/2008
- 09/11/2008 a 15/11/2008
- 02/11/2008 a 08/11/2008
- 26/10/2008 a 01/11/2008
- 19/10/2008 a 25/10/2008
- 12/10/2008 a 18/10/2008
- 28/09/2008 a 04/10/2008
- 21/09/2008 a 27/09/2008
- 14/09/2008 a 20/09/2008
- 07/09/2008 a 13/09/2008
- 31/08/2008 a 06/09/2008
- 24/08/2008 a 30/08/2008
- 10/08/2008 a 16/08/2008
- 03/08/2008 a 09/08/2008
- 27/07/2008 a 02/08/2008
- 20/07/2008 a 26/07/2008
- 13/07/2008 a 19/07/2008
- 06/07/2008 a 12/07/2008
- 29/06/2008 a 05/07/2008
- 22/06/2008 a 28/06/2008
- 15/06/2008 a 21/06/2008


Blogs/Sites que eu visito:

- UOL - O melhor conteúdo
- Blog antigo
- Fotoblog antigo
- Meu emagrecimento
- A conquista
- A batalha
- Lu francesa
- Rosi
- Cansei de ser fofucha
- Miss me
- Andrea
- Spa da Andreia
- Andreia magra
- Mary
- Lara
- Denny
- Samara
- Cris Cute
- Thuca
- Carolina
- Elaine
- Letícia light
- Mudando de corpo e de vida
- Cacau
- Cristina
- Daniela
- Lu Russa
- Electra
- Taiane
- Vida boa é vida saudável
- Tita
- Alexandre
- Angela
- Meyka
- Fantinha
- Ana Maria
- Isa
- Aline
- Comedores compulsivos
- Ser mulher
- Blogstars Light
- Cris Lopes
- Luka
- Waldety
- Quel
- Wal
- Amélie
- Van
- Kitty
- Geninha
- Vivian
- Rubian
- Pri em forma
- Luna
- Comportamento magro
- Cris (suitiva)
- Equilíbrio sempre
- Passa o ziper
- Cris fit
- Toca da leoa
- Gabi
- Rebecca
- Ju voltando a ser magra
- Anelli Sena
- Renata Betim
- Andréia
- Jaque
- Bibi
- Laine
- Emagrecendo corpo e alma
- Dias preciosos
- Se eu quero, eu vou conseguir
- Si
- Menos 5 Kg
- Flá
- Marília
- Karina
- Nih
- Batendo Papo
- Giovana Manzoli
- Josy
- Filipe
- Emagrecer com net
- Baby
- Perca tudo
- Lilith
- Sonhadora
-
- Fernanda
- Alex
- Clara
- Sol Ribeiro
- Flavia Reis
- Valéria
- Maria
- Jackie
- Pri Gemballa
- Paty Nunes
-
Nutrição e Saúde

"Ciúme é querer manter o que se tem; cobiça é querer o que não se tem; inveja é querer que o outro não tenha!"

(Zuenir Ventura)


dating sites free web stats Health sites


Votação:
- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog



O que é isto?



Contador:



101 coisas em 1001 dias

Início:15/01/2007
Término:12/10/2009

1.Fazer financiamento ou consórcio de uma casa ou apartamento[01/2008]

2.Morar sozinha

3.Ter um animal de estimação

4.Eliminar ao menos 300g por semana até atingir minha meta

5.Fazer uma abdominoplastia

6.Pesar 60 Kg e me manter nesse peso até o final do projeto

7.Vender minha esteira    [Em 21/01/07]

8.Voltar para Academia[Desde 01/2008]    

9.Aprender a correr

10.Participar de pelo menos 02 corridas por ano

11.Comprar um monitor cardíaco [02/2008]

12.Fazer uma seleção de músicas no MP3 player para corrida

13.Passar uma semana no SPA [06/02 – 15/02/07]

14.Ir ao cinema a cada 02 meses

15.Assistir ao menos um DVD por mês em casa

16.Ir ao teatro ao menos 02 vezes ao ano

17.Poupar 10% do meu salário por mês até conseguir o financiamento do imóvel[01/2008]

18.Fazer uma viagem ao exterior[12/2007]

19.Postar no blog a cada 15 dias

20.Ir a um Encontro de Blogueiras Light no RJ[05/2009]

21.Terminar minha pós-graduação [07/2008]

22.Conseguir apresentar um trabalho da faculdade com clareza, sem gaguejar[06/2008]

23.Fazer um curso de inglês

24.Tomar sol/ ficar bronzeada pelo menos 02 meses no ano

25.Arranjar um namorado[Desisti]

26.Passar um fim-de-semana romântico num Hotel Fazenda[Desisti]

27.Ler todos os livros pendentes que eu tenho

28.Ler ao menos 02 livros por mês

29.Fazer um curso de auto-maquiagem

30.Usar maquiagem diariamente

31.Comemorar meu aniversário

32.Fazer aula de dança [03/2008]

33.Ficar sem tomar anti-depressivos por 01 ano

34.Passar 01 dia inteiro fazendo compras pra mim e não me arrepender disso

35.Voltar a fazer hidratação no cabelo 01 vez por mês [Desde 03/2007]

36.Fazer um “Cruzeiro Fitness” ou "Cruzeiro Zen" [09/02 - 12/02/08]

37.Trocar os pneus do meu carro [03/02/07]

38.Conhecer a casa da minha irmã [06/04/07]

39.Diminuir meu percentual de gordura corporal

40.Trocar a minha balança

41.Conhecer a Flavia pessoalmente

42.Visitar a minha amiga Dany e seus pimpolhos pelo menos a cada 02 meses[Desde 06/2007]

43.Organizar meu “armário de papéis” de casa [05/2008]

44.Lavar e/ou engraxar TODOS os meus sapatos [16/03/07]

45.Doar minha coleção de VHS da Folha de SP [20/02/07]

46.Terminar de assistir a 2ª temporada de LOST[23/04/07]

47.Comprar a 3ª temporada de LOST,quando sair[10/2007]

48.Conhecer mais uma cidade de SP

49.Fazer um tratamento estético para a celulite

50.Comprar 01 vestido vermelho “ultra-sexy”

51.Usar um biquini branco sem me envergonhar da cor ou do corpo

52.Passar 01 dia num SPA urbano

53.Beber 2 lts de água, mesmo estando em casa (no dia-a-dia eu tomo!)

54.Parar de tomar refrigerante light

55.Restringir a ingestão de doces aos fins de semana

56.Comer mais frutas (apesar de gostar muito, às vezes “esqueço”) [Desde 02/2007]

57.Conseguir viajar sem acrescentar mais de 3 Kg no meu peso[12/2007 - 02/2008]

58.Tirar pelo menos 15 dias de férias por ano

59.Emendar algum feriado por conta própria, já que lá na empresa não há “emendas”[Carnaval/2008]

60.Ir a um show de alguma banda/cantor que eu goste

61.Seguir o ritual de beleza proposto por minha dermatologista

62.Fazer um peeling nas costas

63.Fazer tratamento dos “vasinhos” da perna

64.Fazer um curso de jardinagem

65.Fazer um curso de mecânica de automóveis

66.Fazer uma viagem ao Nordeste, em local ainda não conhecido [11/2008]

67.Aprender a nadar

68.Crismar a Amanda e a Samanta

69.Batizar a Larissa

70.Comprar um óculos de sol “legal” [10/2007]

71.Trocar meus óculos de grau, já que troco somente as lentes de contato  [07/2008]

72.Ligar meu computador pelo menos 1x por semana[Desde 02/2007]

73.Entrar no MSN pelo menos 1x a cada 15 dias

74.Fazer upgrade no meu micro ou comprar um novo  [10/2008]

75.Organizar minhas fotos no micro e revelar algumas

76.Organizar demais pastas e arquivos no micro [06/2008]

77.Organizar minha caixa de e-mails [Em 15/04/07]

78.Anotar todas as senhas dos sites que sou cadastrada [02/2007]

79.Parar de parcelar compras no cartão de crédito[Desde 03/2007]

80.Me livrar de despesas desnecessárias com cartão de crédito e produtos bancários [02/2007]

81.Planilhar TODOS os meus gastos por 03 meses[03 a 05/2007]

82.Reorganizar meu ambiente de trabalho de maneira mais prática [Terminei em 11/03/07]

83.Ir trabalhar sempre arrumada

84.Fazer pelo menos um curso de atualização na minha área por ano

85.Fazer um curso de culinária

86.Organizar minhas receitas  [01/2008]

87.Fazer pelo menos 02 receitas por ano

88.Aprender a preparar arroz integral, de forma que fique bem saboroso

89.Reaprender a andar de bicicleta

90.Estabilizar meu humor, através da terapia (sem desmarcar a sessão sem motivo!) [Desde 10/2007]

91.Ampliar meus conhecimentos gerais, através de pesquisas/leituras mensalmente

92.Trocar de celular [01/2008]

93.Mandar polir meu anel de formatura

94.Fazer algumas sessões de drenagem linfática (até voltar a fazer mensalmente)

95.Fazer uma limpeza de pele [11/02/07]

96.Manter meu “ritual de beleza” semanal, mesmo qdo estiver deprimida

97.Aprender a utilizar a máquina de lavar, sem “estragar” as roupas  [05/2008]

98.Voltar a fazer um trabalho voluntário

99.Doar pelo menos 03 cestas básicas por ano

100.Fazer uma nova lista de 101 coisas

101.Não fazer dessa lista mais uma cobrança na minha vida, e sim um incentivo para “lutar” pelo que quero



Créditos


 


Tire todas as suas dúvidas sobre blogs.


Coisinhas e Tal


VICKYS.com.br